10:59

“Uma voz forte e grave anuncia:

-10:59

Um tímido choro ecoa pela sala

O médico pergunta:

-Posso te dizer o que é?

-Claro!

-É menina!

Nos dois choramos de mãos dadas”

Isto foi o que aconteceu exatamente no instante que a Joana chegou. Nos ainda não sabíamos que ela era a Joana, eu ainda sabia muito pouco sobre a minha filha.

As fotos que estão aqui contam do dia antes deste dia e do dia em si, de todo longo trajeto que foi a chegada dela.

Então eu penso nos 60 e tantos dias que se passaram desde então, e parece que foi muito mais, parece que já foi uma vida inteira, e olhar para ela me faz pensar na vida inteira que ainda temos pela frente.

Meu irmão me perguntou: “como é ser mãe?”. Eu desconversei, falei que era uma pergunta difícil… Mas pensei, pensei, pensei, escrevi no meu diário, e continuei pensando em muitos momentos que a Joana estava no meu colo.

Até agora para mim ser mãe, é ter uma ideia de futuro e continuidade que eu nunca tinha tido antes na vida, eu olho para a Joana e penso nos dias que estão por vir, na esperança do amanhã, e encontro um grande desafio, o de ansiar mais pelo Reino do meu Salvador, isto nunca pareceu tão difícil!

2017-06-09 0062017-06-09 0192017-06-09 0282017-06-09 0292017-06-09 0322017-06-10 0152017-06-10 0132017-06-10 0182017-06-10 055

 

2 comentários sobre “10:59

  1. Cinthia Paier disse:

    Que emoção essa gravidez velada no silêncio de quem haveria de vir, centrada na maternidade e não no gênero… Tocante relato e fotos marcantes! Parabéns a vcs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s